top of page
Buscar

7 Segredos que não te contaram sobre o CrossFit

Ficou curioso pra conhecer esses 7 segredos? Então boa leitura.


A modalidade ainda é nova mas já coleciona uma série de particularidades e curiosidades que chamam a atenção, e nós separamos 7 segredos muito interessantes e que a gente acredita que ninguém te contou ainda, confere aí:



1 – CrossFit não é um esporte

Diferente do que muitos pensam, CrossFit é uma marca, e não um esporte, que foi criada por Greg Glassman em meados dos anos 2000.


2 – O Brasil é um dos líderes em quantidade de Boxes

Com mais de 700 academias, o Brasil superou países como o Canadá e a Austrália, ocupando o posto de segundo país com a maior quantidade de boxes, atrás apenas do EUA.


3 – CrossFit causa menos lesões do que outros esportes

É claro que como qualquer tipo de atividade física, o risco de lesão é iminente. Entretanto um estudo feito pelo traumatologista e ortopedista Jan Sprey, comprova que a cada 1000 horas de treinamento, o CrossFit gera menos lesões do que esportes mais tradicionais como natação, basquete e futebol. A maioria das lesões acontecem, por má execução ou falta de acompanhamento profissional adequado.



4 – O competidor mais experiente do Brasil

Com 51 anos, o empresário Leonardo Wernersbach é o competidor mais velho a vencer o TCB (Torneio Crossfit Brasil). O feito aconteceu em 2017 e foram quatro dias intensos de competição.



5 – Ainda há uma forte conexão militar

Nos EUA, as academias de polícia, equipes de operações táticas e operações especiais militares utilizam o CrossFit como seu principal programa de força e condicionamento. Somente a partir de 2001 os treinos do dia (WOD’s) começaram a ser compartilhados para públicos mais amplos.



6 – É rapidinho!

Uma hora por dia! É isso aí! Os treinamentos são geralmente de no máximo 60 minutos de duração. Ou seja, para quem se diz sem tempo, não tem desculpa! 1h por dia é o suficiente para que o CrossFit traga benefícios a sua saúde, além de não ocupar quase nenhum espaço na sua agenda.


7 – In memoriam

Alguns exercícios são nomeados para homenagear soldados mortos. Os Hero WOD’s, por exemplo, receberam nomes de oficiais da Marinha, sargentos do Exército e outros soldados mortos em combate, como o Tenente da Marinha Michael Murphy, que tinha 29 anos quando foi morto no Afeganistão em 2005. Um de seus treinamentos favoritos foi rebatizado de “Murph” em sua homenagem. O treino consiste em uma corrida de uma milha, seguida por 100 flexões, 200 flexões, 300 agachamentos e completada com uma corrida final.

 

Equipe Studio Cross Rede de studios especializada em treinamento funcional e cross com quase 10 anos de atuação no mercado fitness.

120 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page