top of page
Buscar

BOX JUMP MAXIMIZE SEU DESEMPENHO SEM SE MACHUCAR

Uma boa técnica de execução é o principal fator para maximar desempenho minimizando o risco.


Box Jump é um dos principais exercícios do Crossfit. Está presente tanto nas aulas iniciais e introdutórias dos movimentos básicos como nos treinos mais intensos de atletas experientes.

Ao contrário dos duuble unders, kipping pull-ups, handstand push ups, os pulos na caixa não requerem horas de treino com largo embasamento teórico. Pelo contrário, o padrão no movimento é definido como saltar sobre a caixa, estender o quadril e voltar para o chão. Repetidamente.


SIMPLICIDADE É DIFERENTE DE FACILIDADE.

O perigo, no entanto, reside exatamente na simplicidade do movimento. Apesar de ser tecnicamente simples o salto na caixa não pode ser subestimado e exige atenção em todas as repetições. Descuidos certamente deixarão marcas. Podemos apostar que você já se deparou com personas ou canelas marcadas pelo pllyo box no Crossfit.


A simplicidade da técnica muitas vezes nos levam a cometer erros que podem custar caro, por distração ou displicência.

TÉCNICA CORRETA DO EXERCÍCIO

Posicione-se como se fosse executar um hang clean, suba ligeiramente até uma posição média. Esta posição desencadeará os reflexos necessários do seu organismo para a posição inicial. Coloque os braços para trás numa posição que estes acompanhem o ângulo do seu tronco, uma boa posição dos braços ajuda no impulso e no equilíbrio do seu corpo para sair do solo e na aterragem. A cabeça, olhos e queixo devem estar a “apontar” para a frente e não para cima.

Agora que está pronto para saltar eleve os braços com força para o ar, este movimento fará com que o seu corpo comece a se elevar do solo. Ao mesmo tempo eleve os joelhos até ao peito para sair do solo e completar a saída do mesmo. O objetivo principal será atingir e ultrapassar a altura da caixa, e não necessariamente cair em cima dela.


OS ERROS MAIS COMUNS NO BOX JUMP

✔Calcanhares fora da caixa na aterrissagem. Pense no seguinte: se você mira o centro da caixa e erra provavelmente ainda estará em cima dela. Mas se você mira a beira da caixa com a ponta dos dedos e o calcanhar para fora o erro certamente resultará em sangue na canela.

✔Aterrissar com as pontas dos pés, esse erro alem de sobrecarregar a articulação do joelho faz com que o impacto seja maior.

✔Aterrissar na posição de agachamento total. Este erro é bastante comum quando o atleta já está cansado. O problema é que gastará ainda mais energia para estender o quadril em cima da caixa e fadigará sobremaneira as pernas. O ideal é uma semiflexão de joelhos e quadril.

✔Tronco para frente na aterrizagem. Aterrizar com o tronco desequilibrado para frente aumentará significativamente as chances de queda e sempre sobrecarregará a sua lombar na absorção e no movimento de extensão de quadril. Evite!


Eai prontos para praticar?

 

Equipe Studio Cross Rede de studios especializada em treinamento funcional e cross com quase 10 anos de atuação no mercado fitness.

70 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page